Imprimir

Plantas dentro de casa: cultive!

Luz artificial e espaço limitado não é problema para quem quer trazer um pouco de verde para a casa. Já falamos aqui em post anterior sobre a Window Farm, que são hortas sustentáveis cultivadas em janelas. Mas, há outras plantas que se adaptam bem a ambientes internos. As  plantas trazem cor, animam e refrescam ambientes neutros. Elas podem preencher um canto vazio ou ajudar a dividir espaços.

Plantas ornamentais são também despoluidoras. Estudos realizados em diversos países demonstraram que a qualidade do ar melhora com plantas por perto. Estas foram as conclusões principalmente do Observatório da Qualidade do Ar Interior (OQAI), na França e da NASA (USA), que organizou um grupo de trabalho, liderado por Bill Wolverton, para investigar quais as plantas que poderiam melhorar o ar que os astronautas respiram dentro das cápsulas. Wolverton resumiu suas conclusões em um livro, chamado How to Grow Fresh Air (Como Criar Ar Puro, em tradução livre).

Veja abaixo algumas ideias para criar ambientes e também algumas plantas que você pode ter em casa e que se adaptam bem a lugares mais fechados. Cultive!

Ideias para decorar a casa com plantas

 

 

 

Plantas que se adaptam a ambientes internos (*com informações de MdeMulher)

Pau d’água

Esse arbusto com uma linha amarela no meio das folhas é muito usado para decoração em vasos. Ele é resistente ao ar condicionado e não precisa ficar diretamente exposto ao sol. Deve ser regada quando a superfície da terra estiver seca. Nome cientifico: Dracaena fragrans

 

Palmeira Chamaedórea

Uma das mais populares plantas para interior, a palmeira chamaedorea fica bem em vasos e não passa dos dois metros de altura. É fácil de cuidar: gosta de ambientes úmidos e longe da luz direta do so. A rega tem que ser frequente, para manter a terra sempre úmida. Nome  cientifico: Chamaedorea elegans

 

 

Palmeira Ráfis

Com múltiplos caules semelhantes ao bambu, a Ráfis cresce ereta como suas folhas plissadas próximas. É muito usada sozinha em vasos para escritórios ou para montar jardins de inspiração oriental. Fica bem em todo tipo de iluminação. É importante regá-la com
frequência sem encharcar seu substrato. Nome cientifico: Rhapis excelsa

 

Pleomele

Muito vistosa, a Pleomele pode ter as folhas com as bordas brancas ou verde-limão. É muito usada em ambientes internos, mas deve-se prestar atenção se ela está se adaptando à baixa luminosidade. Prefira, portanto, dispô-la em ambientes claros e próximos à janela, mas não necessariamente diretamente ao sol. Nome cientifico: Dracaena reflexa

 

 

Lírios da paz

Esta é uma das poucas plantas que florescem na sombra, O sol direto queima suas folhas! Mantenha-a sempre adubada e seu solo úmido. Nome cientifico: Spathiphyllum wallisi

 


Palmeira areca

Uma das palmeiras mais populares e versáteis, a Areca fica bem em jardins, cercas-vivas ou vasos, em ambientes internos. Pode crescer exposta diretamente ao sol, mas suas folhas ficam mais vistosas quando é cultivada à meia sombra. Deve ser regada regularmente e não deve ficar em ambientes com ar-condicionado. Nome cientifico: Dypsis lutescens

 

Antúrio

Por suas flores vistosas, o Antúrio é um clássico decorativo. É essencial que fique à meia sombra, sem receber diretamente a luz do sol. Entretanto, também não pode ficar em ambientes escuros. Nome cientifico: Anthurium andreanum


Jiboia

Uma das poucas trepadeiras para ambientes internos, a Jiboia cresce apoiada a substratos, como xaxins ou outras plantas. Esta planta tem as folhas coloridas, mas se ficar somente na sombra, suas folhas serão pequenas e verdes. É exatamente sua coloração em tons de verde e amarelo que faz com que seja muito usada na decoração. A rega deve ser feita com frequência, para manter o substrato úmido. Nome cientifico: Remnum pinnatum

 

{lang: 'pt-BR'}

Deixar uma resposta

-->